Por que puns barulhentos não fedem e os silenciosos, sim?

Pum é um assunto polêmico e nós mal conseguimos discutir sobre, já que a conversa sempre acaba em muita risada ou em um constrangimento para aqueles que tem os piores, mais barulhentos ou fedidos gases.

Mesmo parecendo um tema besta, o barulho e o cheiro do pum é coisa séria e tem toda uma explicação científica, sabia?

No Geral o “PUM” pode ser resultado do ar que ingerimos, por exemplo, enquanto falamos e comemos ou tomando uma bebida gasosa, o que pode acontecer em diversas situações. Esse ar ingerido pode voltar em forma de arroto ou ir para o intestino e virar o “PUM”, que pode ser o mais barulhento e menos fedido. O barulho tem a ver com a velocidade que os gases saem pelo ânus e com o volume. Quando o pum tem mais hidrogênio, metano ou gás carbônico, ele tende a ser mais volumoso e barulhento.

Já os mais fedidos, em geral, são os que têm uma concentração maior de sulfeto de hidrogênio. Esses também costumam ser menos volumosos, o que fazem com que sejam mais silenciosos. O cheiro vai de pessoa pra pessoa e tem muita relação com o alimento ingerido. Os alimentos que tenham mais fibras, geram menos gases, já os ricos em enxofre fazem os puns ficarem mais fedidos. Pessoas que tenham o intestino preso também produzem gases menos cheirosos, pois as fezes passam mais tempo fermentando no intestino.

Normal para uma pessoa é soltar em média 20 puns por dia, se passar muito desse número ou estiver sofrendo com gases é bom sempre procurar um médico, tirando isso, soltar pum é a coisa mais normal do mundo e todos fazemos isso.

Fonte: UOL (Viva Bem).

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *