PARANÁ E O POVO, EXIGEM JUSTIÇA NO PEDÁGIO, AFIRMA ROMANELLI

O PARANÁ E O POVO, EXIGEM JUSTIÇA NO PEDÁGIO, AFIRMA ROMANELLI (VÍDEO)

 

 

Nesta segunda feira 21-10-2019 o deputado Luiz  Claudio Romanelli (PSB) fazendo uso da tribuna  ALEP  fez duras criticas aos abusos que acontecem nas praças de pedágio do Paraná há 20 anos, onde decisões judiciais que questionam o abusivo modelo de pedágio paranaense, acabam sempre sendo derrubadas pela Justiça Federal em alguma das suas instâncias.

Romanelli diz que os atuais contratos das concessões, que findam em novembro de 2021, precisam ser revistos, o deputado defende que é preciso mostrar ao “Supremo Tribunal Federal que os ministros precisam rever a decisão”, continuar aumentando o pedágio, segundo ele, do jeito que está não pode mais ficar.

Romanelli ainda espera que o MPF aja com vigor, rapidez e eficiência para reverter a decisão injusta. “Quando eles querem, conseguem. É preciso muita luta e coragem pra acabar com a corrupção que desgraça esse país.”

“O povo paranaense tem que continuar mobilizado e protestando contra esse maldito pedágio que só tira dinheiro suado do nosso bolso e sequer faz as obras previstas nos contratos. Eu sempre lutei contra esse pedágio desde a sua implantação e o povo da nossa região sabe que pode contar comigo nessa briga”, completa.(Romannelli).

O deputado Romanelli voltou a condenar os preços abusivos cobrados pela Econorte nas tarifas de pedágio em Jataizinho na BR-369. “O povo pede justiça. Esse pedágio de Jataizinho é o mais caro do Brasil, R$ 23,70 para automóvel, R$ 38,60 para o caminhão leve. O Estado havia conseguido a redução da tarifa em 26,5% por decisão da justiça federal, mas infelizmente por decisão do STF, a concessionária do capeta conseguiu reabrir a praça de pedágio e aumentar novamente o preço”, disse o parlamentar em vídeo.

 

Reportagem: Altair de Oliveira

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *