MP-PR investiga denúncias de fraudes em agendamentos de cirurgias em hospital de Cornélio Procópio

Um mandado de busca e apreensão foi cumprido no hospital Santa Casa de Misericórdia, nesta sexta-feira (3).

O Ministério Público do Paraná (MP-PR) cumpre um mandado de busca e apreensão no hospital Santa Casa de Misericórdia em Cornélio Procópio, no norte do Paraná, nesta sexta-feira (3). A promotoria apura denúncias sobre agendamentos irregulares para realização de cirurgias.

De acordo com a Promotoria de Proteção à Saúde Pública, as denúncias foram feitas pelo Consórcio Intermunicipal de Saúde do Norte do Paraná e pela Regional de Saúde.

A promotoria investiga a alteração irregular das informações dos quadros de agendamentos de cirurgias, os procedimentos que deveriam ser feitos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) passaram a ser agendados como cirurgias particulares.

“A denúncia informou que alguns médicos estariam passando seus pacientes na frente da fila de espera. As cirurgias seriam realizadas mediante pagamento. A denúncia informa que depois esses profissionais também receberiam do SUS. Queremos saber se isso de fato ocorreu e como o hospital controlava os agendamentos de cirurgias. Pelo que notamos, o hospital não tinha controle nenhum”, explicou a promotora Viviane Moraes Ribeiro Gerelus.

O MP-PR investiga se houve fraude na fila de espera para a realização de cirurgias e se os médicos envolvidos no esquema receberam duas vezes.

Atualmente, há 148 pessoas esperando por cirurgia de urologia em Cornélio Procópio.

O advogado da Santa Casa de Misericórdia disse que o hospital está prestando todas as informações e foram entregues todos os documentos solicitados. O advogado disse ainda que o controle da fila de pacientes que precisam de cirurgia é de responsabilidade das secretarias municipais de Saúde. O hospital atende 21 cidades.

Fonte: g1.com e ricmais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *