Mais 03 óbitos por Covid-19 são confirmados em Cornélio Procópio e total chega a 94

Mais  03mortes por Covid-19 são confirmadas em Cornélio Procópio, chegando ao total de 94, desde o início da pandemia. Os números foram divulgados pela Secretaria Municipal de Saúde nesta segunda-feira, dia 19. No domingo, o município confirmou dois óbitos e um terceiro, na madrugada desta segunda-feira. A vítima era um paciente do sexo masculino de 49 anos.

Durante entrevista à emissora de rádio local, Graúna FM, nesta segunda-feira, a prefeita em exercício, Angélica Olchaneski, lamentou as novas baixas e manifestou outra preocupação: O aumento dos casos da doença entre os jovens em decorrência do surgimento de duas novas cepas.

“Infelizmente, a contaminação tem sido mais entre os jovens. Duas novas cepas foram identificadas em nossa região e são muito mais agressivas do que essa que estamos passando. Pelo que temos observado, a contaminação tem sido de maneira violenta e mais rápida levando a pessoa diretamente para os hospitais por exigir um tratamento mais intensivo”, disse Angélica.

Preocupação

Outro fator de preocupação, segundo a prefeita, é o comportamento das pessoas quanto ao cumprimento das medidas fixadas pelo município para enfrentamento da doença. Há denúncias de que algumas atividades comerciais descumpriram o decreto municipal permitindo aglomerações em seus estabelecimentos.

“O movimento de final de semana, mesmo o município ter flexibilizado até às 22 horas, tivemos um comportamento complicado. Partindo, inclusive, de alguns empresários que abriram suas portas, receberam as pessoas e permitiram que seus estabelecimentos ficassem lotados. Se permanecermos assim, com certeza, o resultado daqui há duas semanas será outro e para pior”, previu.

Disse que o conselho de saúde do qual participa recebeu diversas denúncias no último fim de semana sobre o descumprimento do que ficou combinado. Em vários bares e restaurantes, segundo ela, estavam trabalhando  com a capacidade de atendimento muito acima do que foi combinado.

Lamentou que os proprietários desses estabelecimentos não tenham cumprido com o que foi tratado em reunião. “O dono do estabelecimento deve saber qual é o seu limite e isto não está ocorrendo. Infelizmente, tivemos uma má interpretação e alguns comerciantes não estão cumprindo com o que combinamos”, lamentou. Informou que o município deverá rever a situação.FONTE: COMUNICAÇÃO SOCIAL /ATAÍDE CUQUI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *