Dengue: Para evitar epidemia, município convoca Exército e Sociedade Civil para ampla campanha

Reunião de emergência foi realizada para definir ações efetivas para o combate ao mosquito Aedes Aegypti em Cornélio Procópio

Ações Coordenadas

Durante a reunião, foi sugerida pelo prefeito Amin Hannouche, a participação do Exército Brasileiro, através do Tiro de Guerra 05/002 em uma campanha forte para combater o mosquito Aedes Aegypti. O Subtenente Natanael Rodrigues Albuquerque, Chefe de Instrução da Unidade Militar procopense confirmou que os futuros atiradores serão orientados para liderar esta campanha. Ele contou que ações deste tipo já foram realizadas pelo Exército em cidades onde a epidemia foi constatada. “Vamos ter um efetivo de 100 jovens prestando o Serviço Militar a partir do inicio de março e esta deverá ser a primeira grande ação dos atiradores para a cidade”, disse o Subtenente Rodrigues. O prefeito Amin Hannouche confirmou a realização de uma reunião geral para esta ação, no próximo dia 26 de fevereiro, às 18 horas, no Anfiteatro da Universidade Estadual do Norte do Paraná, UENP, envolvendo Núcleos Regionais do Governo do Paraná, Clubes de Serviço, Ministério Público, Judiciário, Policias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros, Escolas Estaduais e Particulares, UENP, UTFPR, Prefeitura, Câmara de Vereadores, Igrejas, Associações de Bairros e Secretários e Diretores Municipais. “Temos a responsabilidade de manter a nossa cidade longe de uma epidemia. Vamos envidar esforços para que o controle efetivo da dengue continue dentro dos padrões estabelecidos pela Secretaria Estadual de Saúde e eliminar os focos da doença na sede do município e no nosso Distrito de Congonhas”, observou o prefeito Amin Hannouche. (Comunicação/Prefeitura)

87283472_3887805167896605_1588543415916691456_o.jpg
86870222_3887802914563497_2347523897294848000_o.jpg
87155720_3887803194563469_6301364176019259392_o.jpg

DetalhesEscrito por Departamento de Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *