Mais assassinatos em São Sebastião da Amoreira

A população da  cidade de São Sebastião da Amoreira vive nesta tarde de quinta, 07, uma comoção geral.

Depois de acontecer três crimes bárbaros, envolvendo traficantes, por pontos de drogas, brigas entre grupos ligados ao crime, desta vez um crime passional tirou novamente  a comunidade da rotina diária.

Duas mulheres foram brutalmente assassinadas em menos de um menos que aconteceram os outros três homicídios.

Um homem que não aceitou a separação, jurou a Ex de morte e nesta tarde, confirmou o que havia prometido.

Ou a Ex voltava pra sua casa, no Distrito da Terra Nova, em SJ da Serra, ou ele viria até SS da Amoreira e lhe mataria. Foi justamente o que aconteceu.

Ele chegou no início da tarde, passou por um Bar, tomou bebidas com amigos e foi até o local em que a amada se encontrava e lhe matou com diversas facadas, chegando a estrangula-la.

Além da Ex, o assassino acabou matando também com vários golpes de faca a sua Ex Cunhada.

Um homem acabou matando a Ex esposa e a ex cunhada com diversas facadas, na Rua Antonio Vidotti, no Jardim Boa Vista.

Após os crimes, o homem conhecido por Odair, foi até o Destacamento Militar e confessou os homicídios e se entregou para a PM.

Segundo informações, atualmente o criminoso morava com a Cleonice, sua esposa no Distrito da Terra Nova, São Jeronimo da Serra.

Fazia apenas por volta de uma semana que eles haviam se separado, porém, o marido não aceitava a separação e ligava pra Ex dizendo que viria até São Sebastião da Amoreira, e lhe mataria.

E portanto, como não houve reatamento da união, o assassino veio até São Sebastião da Amoreira, passou em um bar da cidade, tomou bebidas com amigos e foi até o endereço da Ex Cunhada e matou a Ex mulher(Cleonice) e a Ex cunhada(Cleuza) com diversas facadas.

O marido da cunhada só não foi esfaqueado porque acabara de sair para comprar algo na rua e segundo informações, uma adolescente de 16 anos correu e também escapou da morte.

Cometeu os crimes e depois se entregou para a Polícia Militar.

Fonte: blog do Chaguinhas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *