Adapar cria Comitê Estadual de Sanidade dos Animais Aquáticos – Coesaqua

Adapar cria Comitê Estadual de Sanidade dos Animais Aquáticos – Coesaqua

A ADAPAR por meio da Portaria nº 170 de 13 de junho de 2019, instituiu o “Comitê Estadual de Sanidade dos Animais Aquáticos – Coesaqua”, com o objetivo de discutir, sugerir e contribuir para os assuntos de interesse a sanidade de animais aquáticos, que envolvem principalmente a criação de  peixes de cultivo, e,  também atuará em sanidade da produção de crustáceos (camarão), moluscos bivalves (ostras e mexilhões), répteis hidróbios (caiman e tartarugas), anfíbios (rã) e equinodermos.

De acordo com o “Anuário Peixe BR 2019”, em 2018 o Brasil produziu 722.560 toneladas de peixes de cultivo e o estado maior produtor é o Paraná, com uma produção de 129.000 toneladas. A espécie mais cultivada é a tilápia com uma produção nacional de 400.280 toneladas, sendo o Paraná também o maior produtor desta espécie, com 123.000 toneladas.

Diante deste cenário, observou-se a necessidade de maior interação entre o serviço oficial e a cadeia produtiva, para discutir e propor as ações de sanidade aquícola. O primeiro passo foi a criação do Coesaqua, que está sendo formado inicialmente por membros da Adapar, Ministério da Agricultura, Faep, Ocepar, Peixe BR, Emater, Oeste em Desenvolvimento e Itaipu Binacional, sendo que outras instituições poderão vir a fazer parte deste grupo.

A primeira reunião está sendo programada para ocorrer em setembro próximo, durante o International Fish Congress em Foz do Iguaçu (17 a 19/09) para formação da primeira coordenação, esclarecimentos sobre os objetivos, formalidades do comitê e as primeiras discussões sobre a sanidade aquícola no Estado.

 

Fonte: Adapar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *